domingo, 12 de setembro de 2010

Maktub - Paulo Coelho

     "Se você tiver de chorar, chore como as crianças. Você foi criança um dia, e uma das primeiras coisas que aprendeu em sua vida foi chorar; porque faz parte da sua vida. Jamais esqueça que você é livre, e que demonstrar emoções não é uma vergonha.
     Grite, soluce alto, faça barulho se tiver vontade - porque assim choram as crianças, e elas sabem a maneira rápida de sossegar seus corações.
     Você já reparou como as crianças param de chorar? Alguma cosia as distrai, algo chama a atenção delas para uma nova aventura.
     As crianças param de chorar muito rápido.
     Assim será também com você - mas apenas se chorar como chora uma criança."

     "Como é fácil ser difícil. Basta ficar longe dos outros e, desta maneira, não vamos sofrer nunca.
     Não vamos correr os riscos do amor, das decepções, dos sonhos frustrados.
     Como é fácil ser difícil. Não precisamos nos preocupar com telefonemas que precisam ser dados, com pessoas que pedem nossa ajuda, com a caridade que é necessário fazer.
     Como é fácil ser difícil. Basta fingir que estamos numa torre de marfim, que jamais derramamos uma lágrima.
     Basta passar o resto de nossa existência representando um papel.
     Como é fácil ser difícil. Basta abrir a mão do que existe de melhor na vida."

     "Quando decidimos agir, é natural que surjam conflitos inesperados.
     É natural que surjam feridas no decorrer destes conflitos.
     As feridas passam: permanecem as cicatrizes, e isto é uma benção. Estas cicatrizes ficam conosco o resto da vida, e vão nos ajudar muito. Se em algum momento - por comodismo ou qualquer outra razão - a vontade de voltar ao passado for grande, basta olhar para elas.
     As cicatrizes vão nos mostrar a marca das algemas, vão nos lembrar os horrores da prisão - e continuaremos caminhando para frente."

     "Todos nós precisamos de amor. O amor faz parte da natureza humana - tanto quanto comer, beber e dormir. Muitas vezes sentamos diante de um belo pôr do Sol, completamente sós, e pensamos: 'nada disto tem importância, porque não posso compartilhar toda esta beleza com alguém.'
     Nestes momentos, vale a pena perguntar: 'quantas vezes nos pediram amor, e nós simplesmente viramos o rosto para o outro lado? Quantas vezes tivemos medo de nos aproximar de alguém, e dizer, com todas as letras, que estávamos apaixonados?'
     Cuidado com a solidão. Ela vicia tanto quanto as drogas mais perigosas.
     Se o pôr do Sol parece não ter mais sentido para você, seja humilde, e parta em busca do amor. Saiba que, assim como outros bens espirituais, quanto mais estiver disposto a dar, mais você receberá em troca."

     "O tédio não está no mundo, mas na maneira como vemos o mundo."


     "Se você está insatisfeito com alguma coisa - mesmo que seja uma coisa boa, que gostaria de realizar e não está conseguindo - pare agora.
     Se as coisas não andam, só existem duas explicações: ou sua perseverança está sendo testada, ou você precisa mudar de rumo.
     Para descobrir qual das opções é correta - já que são atitudes opostas -, use o silêncio e a oração. Aos poucos as coisas vão ficando misteriosamente claras, até que você tem forças suficientes para escolher.
     Uma vez tomada a decisão, esqueça por completo a outra possibilidade. E siga adiante, porque Deus é o Deus dos Valentes.
     Disse Domingos Sabino: "- Tudo sempre acaba bem no final. Se as coisas não estão bem, é porque você ainda não chegou ao final."

     "Se a caminhada está muito difícil, procure ouvir seu coração. Procure ser o mais honesto possível consigo mesmo, veja se está mesmo seguindo seu caminho, pagando o preço dos seus sonhos.
     Se mesmo assim você continua apanhando da vida, chega um momento em que é preciso reclamar.
     Faça isto com respeito, como um filho reclama de um pai, mas não deixe de pedir um pouco mais de atenção e de ajuda. Deus é pai e mãe, e os pais sempre esperam o melhor de seu filho.
     Pode ser que o ensino esteja sendo puxado demais, e não custa nada pedir uma pausa, um carinho.
     Mas nunca exagere. Já reclamou na hora certa, e teve seus bens de volta.
   Al Afid habituou-se a reclamar de tudo, e Deus deixou de escutá-lo."

     "Às vezes passamos dias ou semanas inteiras sem receber nenhum gesto de carinho do próximo. São períodos difíceis, quando o calor humano some, e a vida se resume a um árduo esforço de sobrevivência.
    Diz o mestre: Devemos examinar nossa própria lareira. Devemos colocar mais lenha, e tentar iluminar a sala escura em que nossa vida se transformou. Quando escutarmos nosso fogo crepitando, a madeira que estala, as histórias que as labaredas contam, a esperança nos será devolvida. Se somos capazes de amar, também seremos capazes de sermos amados. É apenas uma questão de tempo."

6 comentários:

  1. maktub é um livro que nos ensina a se levantar quando caimos,,,,nas enormes pedras que existe em nossos caminhos.

    ResponderExcluir
  2. Adoro Paulo Coelho, lí vários livros...Essa obra (Maktub) em particular, nos faz refletir muuuitoooo...

    ResponderExcluir
  3. Já li, mas quero ler dinovo, não me canso de ler este livro.

    ResponderExcluir