quarta-feira, 15 de setembro de 2010

Leo Buscaglia

        Leonardo Felice Buscaglia ou só Leo Buscaglia, foi um dos maiores escritores acerca do Amor dos últimos tempos. Seus livros mudaram a maneira como muitas pessoas viam o Amor, sempre exaltando as idéias de se viver o momento, expressar o amor que se sente por alguém e não criar expectativas. Seu primeiro livro, "Amor", foi publicado em 1972. Seguiu-se, depois de Leo Buscaglia, a onda da "Auto-Ajuda", com diversos autores em vários países, todos copiando e imitando o estilo de Leo, o precursor de tudo isso. Criou, antes de morrer, a ONG Felice, dedicada à ajuda aos carentes em todo o mundo.
       Li  os livros "Vivendo, Amando e Aprendendo", "Amor", "Amando uns aos Outros", "Assumindo a Sua Personalidade"e "O Paraíso fica Perto". A maioria dos trechos são do "Vivendo, Amando e Aprendendo", na minha opinião o melhor livro dele.



Somos muito mais do que aquilo que somos. (vivendo, amando e aprendendo)
Você é tudo o que você tem. Portanto, torne-se a pessoa mais bela, terna, maravilhosa do mundo. E, então, há de sobreviver para sempre.

Como é bonito poder dizer a alguém “preciso de você”. Pensamos que para sermos adultos temos que ser independentes e não precisar de ninguém. E é por isso que estamos todos morrendo de solidão.

É uma pena se você só acreditar naquilo que puder ser comprovado por meios estatísticos. Sinto muita pena de você, se só for governado pelo que pode medir, pois eu tenho curiosidade pelo incomensurável. Interesso-me pelos sonhos, e não só pelo que existe aqui. Não me importa a mínima o que está aqui. Isso eu vejo. Muito bem, meça se quiser passar a vida medindo, mas a mim interessa o que está lá fora. Há tanta coisa que não vemos, não tocamos, não sentimos, não compreendemos. Supomos que a realidade seja a caixa em que fomos colocados, e não é, eu lhes asseguro. Abra a porta, um dia, e olhe para fora para ver quanta coisa há. O sonho de hoje será a realidade de amanhã. No entanto, nós nos esquecemos de como sonhar.

A sabedoria é dizer: “Minha mente está aberta. Onde quer que eu esteja, estou apenas começando. Há cem vezes mais coisas a perceber do que eu conheço.”
Arranje alternativas. O modo de vida que você adotou é apenas uma possibilidade. Há milhares de possibilidades para tudo.

A maior parte de nós continua pela vida vendo o que temos vontade de ver, ouvindo o que temos vontade de ouvir, cheirando o que temos vontade de cheirar e tudo o mais permanece inteiramente invisível. Todas as coisas estão aí. Só o que temos a fazer para vê-las é deixar que entre, tocar nelas, prová-las, mastigá-las, abraçá-las (é o melhor), experimentá-las como elas são e não como nós somos...

Posso enfrentar o ódio, posso enfrentar a raiva, posso enfrentar o desespero, posso enfrentar qualquer pessoa que esteja sentindo alguma coisa, mas não posso enfrentar o NADA.

Se eu tivesse de escolher entre a dor e o nada, escolheria a dor.

Não se agarre ao sofrimento, nem o deseje. Experimente-o, pegue-o e largue-o. Mas experimente-o porque pode lhe ensinar uma porção de coisas. Sofrer sem aprender com isso é uma estupidez total.

Essencial é ter:
1-      Conhecimento certo, para lhe dar os instrumentos necessários à sua ‘viagem’;
2-      Sabedoria, para lhe garantir que está usando o conhecimento acumulado do passado, do melhor modo a servir ao descobrimento de sua presença, o seu ‘agora’;
3-      Compaixão, para ajudá-lo a aceitar os outros, cujos caminhos possam ser diferentes dos seus, com delicadeza e compreensão, quando você se mover com eles ou por meio deles ou em volta deles, no seu próprio caminho;
4-      Harmonia, para poder aceitar o fluxo natural da vida;
5-      Criatividade, para ajudá-lo a perceber e reconhecer as novas alternativas e caminhos não traçados, na ‘viagem’;
6-      Força, para se dispor contra o medo e avançar a despeito da insegurança, sem garantia nem pagamento.
7-      Paz, para conservá-lo centralizado;
8-      Alegria, para conservá-lo cantando, rindo e dançando pelo caminho;
9-      Amor para ser o seu guia contínuo em direção ao nível mais alto do consciente do que o homem seja capaz;
10-   Unidade, que nos traz de volta ao ponto de onde partimos; o ponto em que estamos unidos como nós mesmos e todas as coisas.

O que é normal? O que é certo? O que é errado? Contanto que você seja livre, tem a liberdade de selecionar e escolher as alternativas desde que esteja disposto a aceitar a responsabilidade de ser livre. E depois que tiver experimentado suas alternativas, e elas não funcionarem como você desejaria, não me culpe. Culpe a sua escolha. Experimente outra alternativa.

Só você pode ser responsável por não crer. Esqueça o que passou. Ligue-se no que é. O momento se encarrega disso. A vida  não é um fenômeno isolado, e sim parte de uma experiência geral, constantemente influenciando e sendo influenciada pelo novo momento. Você não gosta do que está acontecendo com você? Então modifique-o. Seja outra pessoa. Faça as SUAS coisas para variar, e aprenda com o acontecer.

Se você passar a fazer as suas coisas sem expectativas, então já tem tudo de que precisa. Se lhe dão alguma coisa em troca, você recebe isso de braços abertos. Deve vir sempre com uma surpresa. Mas se você espera uma reação e ela acontece, é uma chatice. Pare de esperar, e terá todas as coisas. Tome o que as pessoas lhe devem. Se você o apreciar, abrace-o, beije-o e receba-o com alegria, mas não ESPERE nada. Se quiser sofrer, é só andar por aí na expectativa. As pessoas não estão aqui para corresponder às suas expectativas.

A vida é feita de momentos. Apenas momentos. Não perca-os agora.

Na Índia, cada vez que a gente encontra uma pessoa ou se despede dela, põe as mãos na frente e diz: Namaste. Isso quer dizer: ‘Respeito o lugar em você em que reside todo o universo. Respeito o lugar em você em que, se você estiver neste lugar em você, e eu estiver nesse lugar em mim, só exista um de nós.’ Namaste.

É essencial que você alcance o ponto em que possa se por diante do espelho e dizer: ‘Espelho, espelho meu, quem é o mais incrível de todos?’ E o espelho responder: ‘Você, meu velho!’ Você pode não ser tão alto quanto gostaria de ser, ou as suas coxas podem ser um ouço maiores do que gostaria, mas você é o melhor que você tem. E quando reconhecer isso, estará progredindo. Ninguém o poderá deter.

Como você é humano, tem que fazer mágica. Entre em contato com ela. Quando sentir uma crise de loucura se aproximando, não a domine. Deixe que ocorra, só uma vez, e depois me conte o que aconteceu.

Quando eu amo você e você me ama, somos como o espelho um do outro, e refletindo-nos no espelho de cada um vemos o infinito.

É a semelhança que nos aproxima, mas é a novidade que nos conservará unidos. Seja sábio, seja estimulante, seja empolgante, partilhe as novas idéias, cresça, desenvolva-se. Nunca seja previsível.

Por favor, não esperem para comunicar os seus sentimentos. Um dos maiores elementos destruidores dos relacionamentos e intimidade é a nossa incapacidade de comunicar o que estamos sentindo agora.



Você nunca poderá escolher a vida até aprender a perdoar. Você perdoa as pessoas que lhe fizeram mal aprendendo a perdoá-las. Pois, se não a fizer, carrega essas coisas nas costas como um peso morto e esse peso o derruba. Quando você aprender a perdoar, e quando reaprender a indulgência poderá cortar fora esse peso e todas as energias que você usa para controlar essas coisas, podem, agora, ser usadas para ajudá-lo a crescer e se tornar belo. Assim, não carregue o seu passado por aí, como um peso morto. Largue-o. aprenda com ele e largue-o.

- ‘Rir é arriscar-se a parecer tolo’. Bem, e daí? Os tolos se divertem muito.
- ‘Chorar é arriscar-se a parecer sentimental’. Claro que sou sentimental. Adoro isso! As lágrimas podem ajudar.
-“Procurar outro é arriscar-se a se envolver’. Quem é que está se arriscando a se envolver! Eu quero me envolver.
- ‘Expor seus sentimentos é ariscar-se a mostrar o seu verdadeiro ser’. O que mais tenho para mostrar?
- ‘Expor suas idéias e sonhos diante do povo é arriscar-se a ser chamado de ingênuo’. Ah, me chamam de coisas piores que isso.
- ‘Viver é arriscar-se a morrer’. Estou pronto para isso. Não ouse verter uma lágrima se souber que Buscaglia explodiu pelos ares ou morreu. Ele o fez com entusiasmo.
- ‘Esperar é arriscar-se ao desespero e experimentar é arriscar-se ao fracasso’. Mas os riscos têm que ser corridos, pois o maior risco na vida é não arriscar nada. A pessoa que não arrisca nada, não faz nada, não tem nada, não é nada e não se torna coisa alguma. Pode evitar o sofrimento e a tristeza, mas não pode aprender, sentir, modificar-se, crescer, amar e viver. Acorrentado por suas certezas, é um escravo. Foi privado do direito de sua liberdade.
Somente a pessoa que arrisca é verdadeiramente livre. Experimente e veja o que acontece.

Um começo.
Cada dia eu faço um voto de não tentar resolver todos os problemas de minha vida de uma vez. Nem espero que você o faça.
Para começar cada dia, vou procurar aprender uma coisa nova sobre mim e sobre você e sobre o mundo em que vivo, para poder continuar a experimentar todas as coisas como se tivessem nascido agora.
Para começar cada dia, vou me lembrar de comunicar a minha alegria, bem como o meu desespero, para podermos nos conhecer melhor. Para começar cada dia, vou me lembrar de escutá-lo de verdade e procurar ouvir o seu ponto de vista, e descobrir o meio menos ameaçador de lhe dar o meu, lembrando-nos de que estamos ambos crescendo e mudando de cem modos diversos.
Para começar cada dia, vou lembrar-me de que sou um ser humano e não exigir a perfeição de você até eu ser perfeito.
Para começar cada dia, vou procurar estar mais ciente das coisas belas em nosso mundo.
Para  começar cada dia, eu me lembrarei de estender a mão e tocar em você delicadamente, com meus dedos. Pois não quero deixar de senti-lo.
Para começar cada dia vou dedicar-me novamente ao processo de ser amante, e depois ver o que acontece.

Você é uma dádiva de Deus. Portanto, faça você nascer. Permita que você saia. Livre-se de todas essas idéias auto destruidoras, que provocam o fracasso do ser com relação aos outros, que impedem que você e eu nos juntemos. Aprenda a confiar de novo. Aprenda a perdoar. Aprenda a acreditar que sou mais igual do que diferente de você.
Não sei onde é que você me coloca, mas acredite, não estou em outro lugar que não onde você está. Estou igualmente confuso. Igualmente só. Igualmente desesperado. Choro tanto quanto você. Não tenho mais respostas do que você. Apenas parei de fazer as perguntas. Estou envolvido no processo. Nem sequer peço mais respostas. Penso apenas que é uma coisa maravilhosa de ser.

Se estiver aborrecido, se estiver com medo, se não gostar da vida que leva, saia dessa!
Quem disse que você tem que ficar aí?
Contanto que o seu coração e sua mente estejam funcionando e o seu espírito animado, pode adotar a vida que quiser.
Pode escolher. Crie uma nova. A partir de amanhã as coisas vão ser diferentes. E depois, faça acontecer, pois só acontece em atos. Falar sobre alguma coisa é apenas o começo. A percepção é apenas a metade da solução. O resto é sair e fazer.

Não se iluda comigo.
Quero que você saiba como você é importante para mim, que você pode ser o criador da pessoa que está em mim, se o quiser. Só você pode derrubar o muro atrás do qual eu tremo. Só você pode ver por trás de minha máscara. Só você pode libertar do meu mundo de sombras, do pânico, incerteza e solidão. Portanto, por favor, não deixe de me levar em conta. Sei que não será fácil para você. Uma convicção de indignidade constrói muros fortes. E quanto mais você se aproximar de mim, mais cegamente eu poderei repeli-lo. Sabe, parece que luto contra a própria coisa de que mais preciso.
Mas dizem-me que o amor é mais forte que os muros e aí reside a minha única esperança. Portanto, derrube esses muros com suas mãos firmes, mas delicadas, pois a criança em mim é muito sensível e não poder crescer atrás de muros. Portanto, não desista. Preciso de você.

Uma pessoa que se ama diz “sim” para a vida, “sim” para a alegria, “sim” para o conhecimento, “sim” para as diferenças. Sabe que todas as coisas e todas as pessoas têm algo a lhe oferecer, que todas as coisas estão em todas as coisas. Se “sim” for muito ameaçador, tenta “talvez”.

“Falar” é maravilhoso, mas “fazer” pode ter uma força ainda maior.
Tive um professor budista, há muitos anos, que me ensinou que “saber e não fazer é ainda não saber”. 



Somente a verdade pode nos ajudar a nos sentirmos seguros. Somente a verdade pode nos trazer a confiança que precisamos para construir relacionamentos duradouros. Somente a verdade, por mais dolorosa que ela possa ser algumas vezes, pode criar um ambiente seguro, de união e crescimento.

- Diga-me sempre que me ama através de suas palavras, suas atitudes e seus gestos. Não presuma que eu já saiba disso. Eu posso parecer embaraçado e até negar que preciso disso – mas não acredite em mim, faça-o da mesma forma.
- Cumprimente-me sempre por trabalhos bem feitos e não me deprecie, e sim me apóie, quando eu falhar. Não tome as coisas que eu faço por você por obrigações. Estímulo e elogio aos trabalhos asseguram que vou repeti-los.
- Deixe-me saber quando estiver se sentindo por baixo, solitário ou incompreendido. Vai me deixar mais forte saber que eu tenho força para te confortar. Sentimentos, quando não verbalizados, podem ser destrutivos. Lembre-se de que apesar de amá-lo, ainda assim, não posso ler sua mente.
- Expresse sentimentos e pensamentos de alegria. Eles dão vitalidade ao nosso relacionamento. É maravilhoso celebrar dias comuns, datas pessoais. Dê presentes de amor sem motivo, ouça você mesmo verbalizar sua felicidade.
- Quando você diz que eu sou uma pessoa especial, isso faz com que eu supere todas essas pessoas que, durante o dia, passaram por cima de mim e não me viram.
- Não me deprecie, dizendo que o que sinto ou vejo é irreal. Se eu sinto e vejo isso é minha experiência e, portanto, importante e real!
- Ouça-me sem julgar ou preconceber. Ser ouvido, como ser visto, é vital. Se você me vê e me ouve como sou naquele momento, isso é uma contínua afirmação do meu ser, enquanto nos ajudamos a crescer e mudar.
- Toque-me. Segure-me. Abrace-me. Nós nos sentimos revitalizados através da comunicação de amor não verbal.
- Respeite meus silêncios. Alternativas para meus problemas, criatividade e minhas necessidades espirituais são, na maioria das vezes, realizadas em momentos de quietude.
- Deixe que os outros saibam que você me valoriza. A afirmação pública de nosso amor faz com que eu me sinta especial e orgulhoso. É bom partilhar as alegrias de nosso relacionamento com os outros.

Ainda assim, com uma cínica frase mais áspera, um ato impensado, uma crítica seca, somos capazes de destruir mesmo os mais íntimos relacionamentos.

Não há meio mais seguro de se aproximar de outros seres humanos do que através de risos.

Um simples carinho tem o potencial de mudar uma vida inteira. Um abraço caloroso negado num momento vital pode por fim a um relacionamento.

Os relacionamentos são malsucedidos não porque estão errados, mas porque a maioria das pessoas não quer corrigir os seus problemas. Todos querem que seja à sua maneira.

Tente, de vez em quando, deixar que as coisas simplesmente aconteçam. O mundo está repleto de surpresas, se permitimos que ele conte sua própria história, sem nossa interferência.

Podemos ajudar os outros a mudarem, porém, somente eles podem mudar.

Felicidade e paz duradouras vêm de dentro para fora. Quando as temos, então as pessoas e os acontecimentos vêm e vão, mas a alegria permanece conosco eternamente.

Só depende de nós darmos aos nossos relacionamentos uma chance. Não há nada maior na vida do que amar e ser amado, pois amar é a principal das experiências.

A ilusão é brincadeira de criança, e seguir a ilusão é ingenuidade.

Quando somos capazes de aceitar a morte simplesmente como outro aspecto do ciclo da vida, daremos consideração e valor a cada encontro da vida, sabendo que ele jamais ocorrerá novamente.

A magia não é prerrogativa de um feiticeiro. Nós próprios somos mágicos com o poder de conjurar e desaparecer à vontade.

A força do amor é uma fonte de energia que nunca diminui com o uso, dá-nos força e segurança para desafiar a nós mesmos e aos outros, para mudar e crescer.

As palavras como desespero e impossível não têm significado quando se ama.

A vida é um paraíso para aqueles que amam muitas coisas com paixão: gente, comida, flores, música, dança, livros, arte, lembranças, poesia, família, instrução – uma lista interminável.
Não precisamos procurar o paraíso em um futuro remoto.
Quanto mais apaixonado for nosso amor por muitas coisas, mais perto estaremos de uma via em nosso paraíso AGORA.

Só o amor tem o poder de unir sem tirar a dignidade de outra pessoa, sem roubar o seu próprio eu.
Só o amor mantém a soberania sobre os povos e as nações.
Só o amor é capaz de por a humanidade acima de ideologias ou raças.
Só ao amor pode fornecer as energias infinitas necessárias para sobrepujar a fome e o desespero.


A expressão de amor é a mais básica das afirmações humanas. Quando dadas livremente, fortalece e dá maior finalidade ao relacionamento.

Se temos que começar na primeira casa do tabuleiro, que assim seja. O importante é começarmos agora. Cada novo momento de amor experimentado e aprendido nos leva a outros momentos iguais , e momento a momento fazemos o mundo melhor para nós mesmos e para todos os que cruzarem nosso caminho.

Tudo tem um lado iluminado, se soubermos procurá-lo.

Precisamos ver cada dia como um novo desafio. O que fazemos dele depende de nós mesmos.

Aceite-me pelo que sou ou não me aceite de modo nenhum.
Qualquer outra atitude significará nos enganarmos mutuamente.

Chegar perto do fim só para lembrar o quando perdemos no caminho é uma das maiores tragédias da humanidade.

Cada dia é um novo começo, uma pequena vida que nasce em você.
Quase todos nós lutamos para viver até este momento, pra chegar a este temp. Oportunidades de crescimento, chances de aprender alguma coisa nova – algumas coisas na vida só aparecem uma vez e depende apenas de nós tirarmos proveito delas ou não.

O amor só é amor quando dado a alguém.

Quase sempre, quando tudo parece perdido, quando tudo indica fracasso, nesse momento abre-se o caminho.

O que chamamos de segredo da felicidade não é um segredo, mas nossa disposição para escolher a vida.

A imaginação é o lugar onde guardamos as coisas que não podem ser mas que sabemos que são.

Quando sua vida parecer mais vazia do que deve ser, quando ela precisar de uma saudável transfusão de vitalidade, use a imaginação e chame seus sonhos.

A vida completamente vivida e aquela que se vive no presente.

Sábio é aquele que encontra motivos para fazer de cada dia uma ocasião especial.

Enquanto há vida, há esperança.

Existe um pouco de errado no mais certo de nós e um pouco de certo no mais errado.

A cada dia há um novo eu para ser descoberto por quem tem um tempo para ouvir.












6 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. é verdade.. mas é sempre bom dar uma lida.. uma injeção de ânimo...heheeh... vou dar uma olhada no seu blog. bjus

    ResponderExcluir
  3. Fiquei impressionado com o modo como o Buscaglia transmite suas emoções, sua idéias, suas convicções tão facilmente através de suas palavras. Existem situações em que eu jamais conseguiria transmitir e ele falou de forma simples e verdadeira. Linda obra, sempre impressionante ler e reler cada frase.

    ResponderExcluir
  4. A sensibilidade do autor em A história de uma folha me impressiona. Vale a pena ler. Uma boa educação para a morte.

    ResponderExcluir
  5. Hoje vou começar um novo tempo, pois o que li me dá uma nova visão do viver..

    ResponderExcluir
  6. Carla, parabéns pelo blog!!
    Tive a oportunidade de conhecer a obra do Buscaglia há uns quinze anos e cada vez que releio algum trecho de um dos livros aprendo algo novo.
    Gostei tanto das obras que comprei vários exemplares para presentear amigos. Todos gostaram muito e muitas vezes tornou motivo de conversa nas rodas entre os amigos.
    Mantenha-se sempre na linha do amor, do aprendizado...

    ResponderExcluir