sábado, 2 de outubro de 2010

Richard Bach


         Richard Bach é um escritor americano. A principal ocupação de Bach foi como piloto reserva da Força Aérea e praticamente todos os seus livros envolvem o vôo de certa maneira, desde suas primeiras histórias sobre voar em aeronaves até suas últimas onde o vôo é uma complexa metáfora filosófica. Bach alcançou enorme sucesso com Fernão Capelo Gaivota, sucesso este não igualado por seus livros posteriores; entretanto, seu trabalho continua popular entre os leitores.
         Eu li Fernão Capelo Gaivota, Ilusões, O Dom de voar, Fugindo do Ninho, Longe é um lugar que não existe, A ponte para o sempre, O paraíso é uma questão pessoal e Um.
         Segue lindas passagens que me marcaram.


Não existe nenhum problema que seja tão grande que não se possa fugir dele. (Ilusões)

Se vocês tanto desejam a liberdade e a alegria; não podem ver que não se encontra em nenhum lugar fora de vocês? Digam que as têm e assim será! Ajam como se fossem suas, e serão. (Ilusões)


Manual do Messias – Lembretes para a Alma Avançada

- Aprender é descobrir aquilo que você já sabe. Fazer é demonstrar que você o sabe. Ensinar é lembrar aos outros que eles sabem tanto quanto você. Vocês são todos aprendizes, fazedores, professores;

- A sua única obrigação em qualquer vida é ser sincero consigo mesmo. Ser sincero com outra pessoa ou outra coisa não só é impossível, como ainda é a marca de um falso messias;

- As perguntas mais simples são as mais profundas. Onde você nasceu? Onde é o seu lar? Para onde vai? O que está fazendo? Pense sobre isso de vez em quando, e observe as suas respostas se modificarem;

- Você ensina melhor o que mais precisa aprender;

- Viva de modo a nunca se arrepender se algo que você faça ou diga for publicado pelo mundo afora – mesmo que o que for publicado não seja verdade;


- Os seus amigos o conhecerão melhor no primeiro minuto em que se conhecerem do que os seus conhecidos o conhecerão em mil anos;

- O melhor meio de fugir à responsabilidade é dizer: “Tenho responsabilidade.”;

- Você é levado em sua vida pela criatura viva interior, o seu espiritual brincalhão que é o seu ser verdadeiro;

- Não dê as costas a possíveis futuros antes de ter certeza de que não tem nada a aprender com eles;

- Você está sempre livre para mudar de idéia e escolher um futuro, ou um passado diferente;

- Não existe um problema que não ofereça uma dádiva para você. Você procura os problemas porque precisa das dádivas por eles oferecidas;

- O laço que une a sua família verdadeira não é de sangue, mas de respeito e alegria pela vida um do outro. Raramente os membros de uma família se criam sob o mesmo teto;

- Valorize suas limitações, e, por certo, não se livrará delas;

- Imagine o universo belo, justo e perfeito; então tenha certeza de uma coisa: o Ser o imaginou bastante melhor do que você;

- Uma nuvem não sabe por que se move em tal direção e em tal velocidade; sente um impulso... é para este lugar que devo ir agora. Mas o céu sabe os motivos e desenhos por trás de todas as nuvens, e você também saberá, quando se erguer o suficiente para ver além dos horizontes;

- Nunca lhe dão um desejo sem também lhe darem o poder de realizá-lo. Você pode ter de trabalhar por ele, porém;

- O mundo é o seu caderno, as páginas em que você faz suas somas. Não é a realidade, embora você possa exprimir a realidade ali, se quiser. Você também tem liberdade de escrever tolices ou mentiras, ou rasgar páginas;

- O pecado original é limitar o Ser. Não o faça;

- Se você treinar para ser uma ficção por algum tempo, compreenderá que os personagens de ficção às vezes são mais reais do que pessoas de carne e osso e corações pulsando;

- A sua consciência é a medida da honestidade de deu egoísmo. Escute-a com cuidado;

- Cada pessoa, todos os fatos de sua vida, ali estão porque você os pôs ali. O que faze com eles cabe a você resolver;

- A verdade que você fala não tem passado nem futuro. É, e é tudo que precisa ser;

- Eis aqui um teste para verificar se a sua missão na Terra está cumprida: Se você está vivo, não está.

- A fim de viver livre e feliz, você tem de sacrificar o tédio. Nem sempre o sacrifício é fácil;

- Não fique triste nas despedidas. Uma despedida é necessária antes de vocês poderem se encontrar outra vez. E se encontrar de novo, depois de momentos ou de vidas, é certo para os que são amigos;

- A marca de sua ignorância é a profundidade da sua crença na injustiça e na tragédia! O que a lagarta chama de fim do mundo, o mestre chama de borboleta. (Ilusões)


Se você quiser mesmo tirar uma nuvem de sua vida, não faça uma cena disso, apenas se descontraia e tire-a de seu pensamento.

A maneira de conhecer um escritor não é conhecê-lo pessoalmente, e sim ler o que ele escreve. (O Dom de voar)

Quando se está de pé, à beira do telhado de um castelo, é bom ter amigos que surjam em lugares altos.


Acho que o que nos faz voar, seja lá o que for, é a mesma coisa que atrai o marinheiro para o mar. Algumas pessoas jamais compreenderão isso e nós não podemos explicar-lhes. Se elas estiverem dispostas poderemos mostrar-lhes, mas nunca dizer-lhes.

O mundo é como é porque nós queremos que ele seja assim. Só quando a nossa vontade muda, é que o mundo muda; seja o que for que pedirmos, conseguimos;

Nunca haverá alguém que seja dono de qualquer coisa além dos seus próprios pensamentos. Através dos tempos, nunca conseguiremos conservar a posse de gente, lugares ou coisas. Podemos caminhar um pouco com eles, mas, mais cedo ou mais tarde, tomaremos, cada qual, posse apenas do que é nosso – o que aprendemos, como pensamos – e seguiremos separadamente os nossos caminhos solitários.

Não é ser amado e admirado pelos outros que nos dá alegria de viver. Essa alegria provém de ser capaz, eu próprio, de amar e admirar tudo aquilo que acho raro, bom e belo – no meu céu, nos meus amigos, no contato e na alma do meu biplano.

Não saber a verdade não a impede de ser verdadeira. (Longe é um lugar que não existe)


Amantes que crescem um com os ideais do outro tornam-se mutuamente mais atraentes à medida que o tempo passa. (Fugindo do ninho)

Todo passo de uma vida orgulhosa é um escapar da segurança para a escuridão, e a única coisa confiável é o que achamos ser verdade.

Culpa é a tensão que sentimos por mudarmos o passado, presente ou futuro em função de alguém.

Algumas escolhas nós vivemos não uma só vez, mas vezes sem fim, lembrando para o resto de nossas vidas.

Nossa sorte é não termos recordação de outras vidas; imobilizados pela memória, não poderíamos prosseguir com esta.

Razão premente nunca convence emoção cega.

A vida não requer que sejamos consistentes, cruéis, pacientes, prestativos, zangados, racionais, despreocupados, amorosos, agressivos, mente-aberta, neuróticos, cuidadosos, rígidos, tolerantes, esbanjadores, ricos, humilhados, gentis, doentes, atenciosos, engraçados, estúpidos, preguiçosos, ambiciosos, saudáveis, suscetíveis, bobos, caridosos, pressionados, íntimos, hedonistas, industriosos, manipulativos, cheios de idéias, inconstantes, sábios, egoístas, bons ou sacrificados. Todavia, ela requer que vivamos com as consequências de nossas escolhas.

Vidas alternativas são paisagens refletidas no vidro de uma janela...reais como o dia a dia, mas não tão claras.

Não temos direitos até lutarmos por eles.

Quando aguentamos qualquer situação que não era necessária, não é porque somos burros. Aguentamos porque precisamos da lição que somente aquela situação pode ensinar, e precisamos mais dela do que da liberdade.

Felicidade é a recompensa que ganhamos por viver o mais certo que sabemos.

Um casamento de verdade não é feito por duas pessoas desfilando por uma ponte entre arroz, fitas e flores. É descobrir que, depois deu uma vida inteira, eles construíram a ponte juntos, com as próprias mãos.

Maridos e mulheres não detêm o poder de fazer uns aos outros felizes. Essa é uma conquista individual. Cada um só pode cuidar da sua própria felicidade. As chances de um ficar alegre pelo outro estar feliz aumentam.

Evite problemas e você nunca será um dos que os superam.

Quanto mais esclarecidos nos tornamos, mais se torna impossível sermos correspondidos por qualquer outra pessoa em qualquer lugar. Quanto mais aprendemos, mais devemos concluir que é melhor vivermos sozinhos. (A ponte para o sempre)


Você nunca recebe um desejo sem também receber a capacidade de torná-lo realidade.

Para trazer qualquer coisa à sua vida, imagine que já está lá.

De vez em quando é divertido fechar os olhos e, nessa escuridão, dizer a nós mesmos: “Eu sou o feiticeiro e quando abrir os olhos verei um mundo que criei e pelo qual sou o único e total responsável”. E dois, lentamente, as pálpebras se abrem, como cortinas se levantando sobre o palco. Lá está o nosso mundo, dom toda certeza, exatamente como criamos.

Olhe-se num espelho e uma coisa é certa: o que vemos não é o que somos.

A melhor maneira de pagar por um momento maravilhoso é desfrutá-lo.

...Éramos dois barcos que se encontravam no meio do oceano, cada um mudando de curso para velejar, por algum tempo na mesma direção sobre um mar vazio. Barcos diferentes a caminho de portos diferentes e sabíamos disso...

O oposto da solidão não é a vida em comum, é a intimidade.

O tédio entre duas pessoas não provém de estarem juntas fisicamente. Provém de estarem separadas mental e espiritualmente.

Quem quer que deseje manter em sua vida, nunca deixe de lhe conceder a devida importância.

Onde a intimidade não existe não se tem o melhor sexo.

Uma pequenina mudança hoje acarreta-nos um amanhã profundamente diferente. São grandes as recompensas para aqueles que optam pelos caminhos duros e difíceis, mas essas recompensas acham-se ocultas pelos anos. Toda escolha é feita inteiramente às cegas, e o mundo não nos dá garantia alguma. A única maneira de evitar todas as escolhas assustadoras consiste em deixar a sociedade e se tornar um ermitão, e também isso é uma escolha assustadora... (Um)


O bom caráter advém de seguirmos nosso supremo senso de retidão, de confiarmos nos ideais sem sequer estarmos certos de que darão certo. Um dos desafios de nossa aventura na Terra consiste em nos elevarmos acima de sistemas mortos...guerras, religiões, nações, destruições... recusarmos a fazer parte deles, e em vez disso exprimirmos o que temos melhor dentro de nós.

Procurem por uma paixão que se torne melhor com o tempo, a admiração aumentando, a confiança crescendo através das tempestades. (A ponte para o sempre)

Como querer intimidade e alegria quando um amante sem entusiasmo e uma felicidade branda são o melhor que podemos encontrar?

As coisas ao nosso redor... casas, empregos, carros... são acessórios, cenários para o nosso amor. As coisas que possuímos, os lugares que vivemos os eventos de nossas vidas: cenários vazios. Como é fácil mudar os cenários, esquecer diamantes! A única coisa que importa, ao final de uma estada na Terra, é quão bem amamos, QUAL FOI A QUALIDADE DO NOSSO AMOR?

Ninguém é capaz de resolver problemas para aqueles cujo problema consiste em não desejarem que os problemas sejam selecionados. (Um)

Não importa qual seja nossa habilitação ou nosso merecimento, nunca alcançaremos uma vida melhor até conseguirmos imaginá-la para nós próprios e permitir-nos tê-la.

Coisas ruins não são o pior que nos pode acontecer. O que de pior nos pode acontecer é o NADA.

Uma vida fácil nada nos ensina. No fim, é o aprendizado que importa: o que aprendemos e como nos desenvolvemos.


Traçamos nossas vidas pelo poder de nossas escolhas. Quando nossas escolhas acabam sendo feita passivamente, é que nos sentimos mais desamparados. Quando não fomos nós mesmos que traçamos nossas vidas. Podemos ter desculpas, ou podemos ter saúde, amor, longevidade, compreensão, aventura, riqueza, felicidade.

Qualquer idéia poderosa é de todo fascinante e de todo inútil até resolvermos usá-la.

10 comentários:

  1. Ragionamenti di grande saggezza.
    ciao
    ps.Auguri di buon Anno

    ResponderExcluir
  2. Escolher um passado diferente. Nunca pensei nisso. :)

    Muito bom seu blog, tô seguindo.

    ResponderExcluir
  3. Parabéns por este seu trabalho que partilhei no facebook. Parabéns pelo seu blog que estou a seguir.
    Obrigado,
    Manuel Filipe Santos.

    ResponderExcluir
  4. Richard Bach é meu escritor favorito, mas eu ainda não conheço todos os seus livros. Gostei de conhecer um pouco mais sobre ele no seu blog ;) Parabéns pelo trabalho!

    ResponderExcluir
  5. Carla, Boa Tarde!
    Gostei de seu BLOG e estou seguindo-o.
    Se quiser seguir o meu, ficarei feliz!
    Adoro as frases Richard Bach, e foi pelo
    Google que te encontrei. Já li quase todos
    os livros dele. Escrevo poesias, sou poeta!
    http://www.flogvip.net/verluci/15281686

    ResponderExcluir
  6. Muito legal seu blog! Temos muito em comum!

    ResponderExcluir
  7. Richard Bach, venho aqui para te dizer que, "Fernão Capelo Gaivota", me marcou muito quando estava no ensino médio. Isso faz 30 anos, e até hoje recomento ele aos meus alunos.
    Um forte abraço e que Deus te abençoe rica e abundantemente.

    ResponderExcluir
  8. Tudo que engrandece a alma e o espirito deve ser divulgado em toda sua plenitude. Parabens pelo seu blog.

    Loge é um lugar que não existe...

    ResponderExcluir
  9. Richard Bach é dos meus escritores favoritos. Fernão Capelo Gaivota pode ter sido o seu mais famoso, mas o meu favorito de todos os tempos foi este mesmo (aqui para quem quiser baixar: http://portugues.free-ebooks.net/ebook/A-Ponte-Para-o-Sempre)

    Parabéns pelo trabalho!

    ResponderExcluir